José Saramago 90 Anos

"Vivo desassossegado, escrevo para desassossegar"

Desassosseguemo-nos

“Escrevo para desassossegar os meus leitores”, disse José Saramago, pela última vez, na apresentação do seu romance “Caim”. E o dia 16 de novembro, data do nascimento de José, será doravante o Dia do Desassossego, numa iniciativa da Fundação José Saramago. As celebrações dos 90 anos do autor juntam-se em Lisboa, na Casa dos Bicos, à comemoração do 30.º aniversário da edição do “Memorial do Convento”, com uma série de eventos.

A partir das 12 horas, atores e atrizes do grupo Éter vão recriar passagens do romance e ouvir-se-ão árias de Domenico Scarlatti cantadas por Jorge Baptista da Silva, num espetáculo dirigido por Vera Barbosa. Figuras como Blimunda, Baltazar, Frei Bartolomeu de Gusmão – e até o Cão – ocuparão as janelas e varandas da sede da Fundação, pela mão do pintor José Santa-Bárbara.

Ao mesmo tempo que, pelas ruas de Lisboa, a convite da Fundação, os leitores de Saramago trarão as suas obras para o espaço público, podendo ler trechos em voz alta, ou simplesmente acenar com os livros, equilibrá-los em castelos de palavras, mostrá-los, partilhá-los, desassossegando a leitura e os leitores, na sede da Fundação será inaugurada uma exposição de retratos do escritor, da autoria de nove ilustradores portugueses e espanhóis. Esta exposição sairá, mais tarde, para outros locais da cidade – e não só à superfície, mas também numa estação do Metropolitano de Lisboa.

(Os leitores estão convidados a enviar Fundação fotografias de pessoas a lerem fora de casa livros de Saramago, ou outros. Queremos encher de imagens as nossas páginas nas redes sociais. O e-mail de envio é antoniocsantos@josesaramago.org )

No 90.º aniversário de José Saramago será também editado um opúsculo que recolhe 90 palavras fundamentais na obra do escritor, de Blimunda a Dignidade ou Vontade. Escolhidas por leitores, que fundamentam as suas escolhas, as palavras estão a ser publicadas diariamente no site da Fundação, ao longo dos 90 dias que antecedem o 16 de novembro. O Teatro Nacional de S. Carlos abre excecionalmente as portas no ensaio geral, às 18h do dia 16, do concerto da Orquestra Sinfónica Portuguesa e do Coro do Teatro Nacional de São Carlos. Programa: Requiem, de Fauré, e Sinfonia Fantástica, de Berlioz. Direção musical de Nicolas Chalvin. Solistas do Requiem – Mariana Castello Branco e Luís Rodrigues (barítono).

A segunda edição do prémio de fotografia “Retratar um Livro”, cujo regulamento será anunciado em novembro e que decorre até março, será este ano dedicada a “O Ano da Morte de Ricardo Reis”. Fotógrafos amadores e profissionais serão convidados a “fotografar” o livro de Saramago e a dizer qual o excerto da obra que inspuirou a fotografia. Este prémio tem o apoio exclusivo do BPI.

O ANO DOS 90

Várias iniciativas marcarão o Ano dos 90 anos de José Saramago. -Em Vila Real de Santo António e Huelva decorre desde 8 de Outubro um curso sobre a obra de Saramago, “Aula Saramago”.

Em Nova Iorque, entre 25 e 30 de Outubro, decorre um programa de homenagem. 25 outubro – Angelika Film Center, 20h30 – exibição do documentário “José e Pilar” realizado por Miguel Gonçalves Mendes 27 outubro – Anthology Film Archives 21h45 – Exibição de curtas metragens ibéricas 29 outubro – Instituto Cervantes, 18h30 “As personagens encontram o Autor” Conferência com Pilar del Río e Jorge Vaz de Carvalho

Exibição de vídeos da ópera Blimunda 30 outubro – Poets House, 18h30 Leituras de José Saramago por Pilar del Río, Jorge Vaz de Carvalho e atrizes e outras personalidades convidadas de “Mulheres em Saramago” Exposição de fotografia “José Saramago em Lanzarote”, por João Francisco Vilhena Concerto de Jazz com Malus “Mulheres em Saramago” – Leitura por Pilar del Río e atrizes, na Rutgers University, New Jersey, 18h00 Concerto de jazz

Dia 17 de novembro, homenagem nas Belas Artes de Madrid, com Pilar del Rio

A 25 de novembro, a Porto Editora promove uma homenagem a Saramago, com uma sessão do “Porto de Encontro”

A revista digital “Blimunda” dedica a Saramago a sua sexta edição, em novembro – Publicação do livro “A Estátua e a Pedra”, de José Saramago, pela Fundação

A comunidade de leitores da Livraria Almedina, conduzida por Filipa Melo, faz uma sessão com Pilar del Rio sobre “As Intermitências da Morte”, no dia 29 de novembro

A 7 de dezembro, em Londres, sessão no Institut Français, debate com a escritora Ali Smith e Pilar del Río e exibição do documentário José & Piar

Advertisements

Information

This entry was posted on 26 de Outubro de 2012 by .

Navegação

%d bloggers like this: